O partido foi definido para a criação de um espaço amplo e flexível. Desde a cor branca até a disposição dos móveis, o espaço pré existente foi transformado por um sistema de mobiliário que confere ao projeto a possibilidade de uso diverso.  

As bancadas móveis são dispostas ao longo do trilho que também esconde a infraestrutura elétrica. A estante, única divisão fixa do ambiente, marca a circulação sem atrapalhar a amplitude do espaço, que pode ser transformado pelas cortinas que dão possibilidades de divisões. 

A partir do piso, que foi mantido do espaço original, surgiu a escolha das cores pro projeto: preto e branco. Todas as chapas de aço que compõem o sistema de móveis foram pintadas de branco enquanto o preto ficou para os detalhes como o rodapé e as cortinas.

ficha técnica

Cliente: CC estúdio
Data do projeto: 2017
Projeto de arquitetura: Gustavo Cedroni, Martin Corullon, Amanda Amicis, João Pini
Fotos: Guilherme Galofaro